Ler mais histórias
Olá, meu nome é Jocasta Araújo

Essa é minha história

Conhecer agora


Fertilidade é importante?

Eu não costumava pensar muito sobre fertilidade. Por isso, ter a Síndrome de Ovários Policísticos (SOP) era algo que não chegava a me incomodar. Isso porque, aos 33 anos, embora desejasse profundamente ser mãe, eu nunca havia encontrado alguém com quem quisesse compartilhar essa enorme responsabilidade.

E essa aqui sou eu
Notícia inesperada

Em 2019, porém, troquei de ginecologista, e ouvi um diagnóstico, no mínimo, absurdo e assustador: um médico que consultei me disse que eu não podia ter filhos. Ele explicou que era impossível devido à SOP – Síndrome dos Policísticos, e também por eu ter um pequeno mioma. E então eu me perguntei: “Esse profissional não tinha consciência ou era sem coração mesmo?” Ainda não sei essa resposta, o que eu sei é que ouvir aquilo me derrubou.

“Lembro vivamente de toda a dor que senti e de como saí sem chão daquela consulta”

O pior de tudo é que, na minha cabeça, era como se o que aquele médico me disse fosse algo verdadeiro e indiscutível, de modo que só conseguia chorar, não pensei nem em questionar.

Um amor fulminante e um plano

Em 2020 não foi “apenas” uma pandemia que atingiu o mundo. Meu mundo emocional também foi atingido por uma pessoa: conheci aquele que seria meu marido, meu companheiro de vida, e em menos de um mês estávamos morando juntos. Parecia muito improvável que isso acontecesse comigo, mas de repente estávamos ali, juntos, falando sobre maternidade.

“Me senti muito segura para contar que nutria esse sonho de ser mãe, mas que devido aos meus problemas de saúde eu não podia gestar”

Meu marido, a quem chamo de “namorido”

Por outro lado, essa conversa também foi surpreendente porque descobrimos uma coincidência entre nós. Ele me disse que, como eu, havia recebido um diagnóstico de infertilidade, já que havia se operado de varicocele. Por isso, traçamos um plano: iríamos nos casar e logo em seguida adotar uma criança.

A tristeza também pode acender a esperança

Passou-se praticamente um ano: em maio de 2021 minha menstruação atrasou alguns dias. Ela estava regulada fazia um um bom tempo e achei estranho aquela demora. Decidi investigar e não acreditei quando soube que estava grávida! Nossa, ficamos tão felizes, uma alegria que não acabava mais!

Só que, no mês seguinte, exatamente dois dias antes do meu aniversário, tive uma perda gestacional completa. Isso feriu minha alma de um jeito que nem sei explicar, porque a nossa expectativa era muito grande.

“Mesmo com a tristeza, esse positivo nos iluminou grandemente, pois acendeu nossa esperança de que não éramos inférteis”

E foi depois disso que decidimos ter um acompanhamento detalhado de um obstetra. Inclusive, ele nos orientou dizendo que podíamos continuar tentando, logo que um novo ciclo se iniciasse.

Dando uma “forcinha” para a certeza

Conforme esse cenário se desenrolava, fui tendo certeza que ia dar certo, que eu ia conseguir engravidar e que os diagnósticos que esses médicos deram ao meu marido e a mim foram arbitrários e irresponsáveis.

Enquanto esperávamos para começar as tentativas novamente, descobri a página na internet com produtos destinados a facilitar a gravidez. Sim, eu não tinha qualquer dúvida que teria meu filho, mas pensei que seria bom dar uma forcinha nesse quesito também. Então comprei o kit ovulação.

Nesse kit vem as cápsulas de inhame, testes de ovulação, vitaminas para engravidar e testes de gravidez. Usei tudo direitinho, com muita disciplina, monitorei meu ciclo e namoramos sem parar. Então foi como o esperado: meu positivo tão sonhado chegou, brilhando lindamente suas duas linhas! Agora meu marido e eu estamos esperando chegar nesse mundo a razão da nossa felicidade, nosso querido e amado príncipe Ethan!

“Nosso rapazinho estará conosco em breve e meu coração transborda. Gratidão pela Famivita!”

Ethan no forninho e eu, em meu ensaio fotográfico de gestante

“Desejo sorte a vocês e força para que não desistam. Às vezes, a caminhada é árdua, mas não percam a fé. Continuem acreditando!”

Nosso querido e amado príncipe Ethan
[/content_block]

Agradeço muito por lerem o meu relato até aqui. Se quiserem conversar comigo a respeito da vida de tentante, meu instagram é: @jocastaaraujo

Com amor,
Jocasta Araújo.

Todas as histórias de usuárias você encontra aqui.