Ler mais histórias
Olá, meu nome é Juliana Simplicio

Essa é minha história

Conhecer agora


Meu mundo ficou rosa

Eu sempre sonhei em ser mãe e desde que comecei as minhas tentativas, consegui minha primeira gravidez em 2018. Estava grávida de um menino, mas com 6 meses de gestação tive um óbito fetal, e até hoje não sei o motivo. Eu tenho diabetes há 12 anos, mas não sabemos se isso teve alguma interferência na minha perda. Mesmo assim, nós não desistimos e continuamos as nossas tentativas.

Eu e meu esposo
Uma nova tempestade

O tempo foi passando e em dezembro de 2019 eu consegui engravidar novamente. Logo que descobri, fiz o exame de sangue para comprovar o positivo, mas a taxa hormonal que comprovava a gravidez estava muito baixa. E o médico orientou que eu fosse repetindo os exames. Mas a cada vez que eu repetia, mais o hormônio ia baixando, ao invés de aumentar. E foi assim que tive a notícia de que minha gravidez não se desenvolveria.

Foi minha segunda decepção, fiquei muito triste.

Logo após essa segunda perda, minha irmã me recomendou os produtos para tentantes, porque ela seguia a Thaeme, e viu uma postagem sobre eles. Como ela também tinha perdido um bebê, e sabe como é doloroso, me disse para comprar as vitaminas para testar.

Então, eu resolvi testar as vitaminas para tentantes, assim como comecei a pesquisar mais sobre como as vitaminas auxiliam na fertilidade. Comprei a vitamina e as cápsulas de inhame para mim, e as vitaminas para meu marido também, e começamos a tomar juntos.

Quando o sonho se realiza

Logo após a minha segunda perda a minha médica havia me sugerido que fizesse alguns exames com um especialista em fertilidade para investigar se havia algo de errado comigo ou com meu esposo. Cheguei até a marcar a consulta, e a médica também me deu um tratamento, com uns remédios que eram muitos caros. Me disse para voltar na minha próxima menstruação.

Porém, minha menstruação só estava atrasando e atrasando. E eu só pensava que não era possível, será mesmo que já tinha conseguido engravidar novamente?

Fiquei até com medo de fazer o teste, pensei: às vezes não é nada, eu vou criar expectativa e acabar me desapontando. E deixei de lado por um tempo.

Quanto mais o tempo passava, mais agoniada eu ficava, até que resolvi fazer um teste de gravidez, que deu positivo! Fiquei com muito medo por conta do que já havia acontecido e corri para fazer o exame de sangue. E para minha alegria o hormônio estava altíssimo e minha gravidez confirmadíssima. Eu e meu esposo choramos muito quando recebemos nosso positivo.

Minha Ana Júlia

Foi então que criei esperanças, pensei: bom, consegui naturalmente, não precisei de tratamento, nem nada disso, e com certeza foi com auxílio 100% das vitaminas que eu estava tomando; porque era a única coisa que eu estava fazendo de diferente do que eu já vinha fazendo antes.

Eu fui muito cautelosa nessa gravidez, cheia de cuidados, estava com bastante medo de acontecer alguma coisa errada. Porém, tive que passar por alguns desafios já logo no começo e com 7 semanas, lá estava eu no hospital de novo, porque tive um sangramento forte. Quando cheguei lá os batimentos do bebê estavam normais e estava tudo bem. Porém, foi descoberto que eu estava com um hematoma por trás da placenta. Apareceu um pequeno descolamento que causou o sangramento, e tive que ficar em repouso absoluto.

À espera da nossa princesa

No começo tive várias crises de ansiedade, até mesmo por causa da quarentena, que começou logo após minha descoberta. A Ana Júlia, nosso bebê arco-íris, foi guerreira. Desde o começo que tivemos vários problemas, nós duas demos força uma para outra e estamos aqui. Hoje ela está em meus braços alegrando cada vez mais os nossos dias.

Minha princesa

Obrigada por ter lido a minha história até aqui. Se você também teve perdas durante a sua jornada e está com dificuldades para engravidar, vamos conversar. Meu Insta é: ​@ju.simplicio

Beijos da nossa família

Com amor,
Juliana Simplicio

Todas as histórias de usuárias você encontra aqui.