O preservativo é uma invenção simples e incrível, que teve um grande impacto em todo o mundo. Estatísticas recentes mostram que mais de 15 bilhões de preservativos são usados em um ano, por pessoas de todo o planeta. Embora o preservativo não seja 100% perfeito, ainda é o melhor mecanismo para a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, bem como para uma gravidez não planejada.

O preservativo é o método contraceptivo mais recomendado para o sexo seguro. No entanto, é preciso saber como usá-lo da forma correta, de modo a atingir o maior número de benefícios e reduzir as chances de gravidez.





Posso engravidar fazendo sexo com camisinha?

Existe sim a chance de que uma mulher corra risco de engravidar ao fazer sexo com camisinha, mas é quase improvável que isso aconteça. Pesquisadores e especialistas médicos colocam os números da eficiência do uso do preservativo em cerca de 97 a 98%.

É claro que existem alguns fatores que podem aumentar as chances de uma gravidez com o uso da camisinha. São eles:

A eficácia dos preservativos

A eficácia de 97% no uso de preservativos significa que cerca de 2% a 3% desses 15 bilhões de camisinhas utilizadas, sofreram ruptura ou outros problemas no meio da relação sexual.

Esta interpretação é essencial. Quem usa este método contraceptivo deve entender que mesmo com toda essa eficácia existe sim uma chance de engravidar usando um preservativo. A chance é pequena, mas é um risco que se corre todas as vezes que manter uma relação sexual com preservativo.

Uso incorreto

Com o uso correto e consistente, os preservativos são cerca de 98% efetivos na prevenção da gravidez. No entanto, a sua eficácia diminui consideravelmente para cerca de 84% de eficácia quando se considera seu uso real e típico.

Um dos motivos da diferença nas taxas de eficácia é que as pessoas que dizem que são usuárias do método nem sempre usam preservativos. Às vezes eles esquecem ou optam por não usar um.

Um exemplo do uso incompleto do preservativo é quando duas pessoas começam a fazer sexo sem um preservativo e, em seguida, decidem usá-lo no meio da relação. Ou quando duas pessoas removem o preservativo antes da ejaculação, o que também contribui para uma menor taxa de eficácia. Não é porque há algo de errado com o preservativo em si, mas porque as pessoas às vezes os usam incorretamente. Saber como colocar a camisinha corretamente também é essencial.

Por que os preservativos estouram?

Existem várias razões que podem levar a ruptura de um preservativo, por exemplo:

  • Preservativo muito velho – as embalagens de preservativos possuem uma data de vencimento que deve ser respeitada. Após o vencimento o preservativo se torna impróprio para uso.
  • Não há lubrificação suficiente – a lubrificação adicional geralmente é necessária para o ato sexual. O lubrificante utilizado deve ser a base de água.
  • Armazenamento inadequado – a exposição por longos períodos dos preservativos de látex ao calor prejudica sua estrutura. Portanto, eles não devem ser mantidos em lugares quentes, como por exemplo, no porta luvas do carro ou mesmo em uma carteira.
  • Tipo de lubrificação incorreta – lubrificantes que contêm óleos como vaselina ou óleos vegetais não devem ser usados especialmente com preservativos de látex. Esses lubrificantes reduzem a força da borracha, podendo causar rupturas.
  • Tamanho pequeno – muitos preservativos possuem formas menores. Caso o preservativo fique justo demais existem marcas com tamanhos maiores que podem se ajustar perfeitamente ao órgão.

Quais são as chances de engravidar se o preservativo estourar?

Não há uma porcentagem exata sobre as chances de engravidar caso o preservativo se rompa. A chance acaba sendo a mesma de fazer sexo desprotegido. Além disso, se a mulher estiver usando qualquer outro método contraceptivo, como anticoncepcionais orais, as chances de gravidez são muito baixas.

É aconselhável usar preservativos em conjunto com outros métodos de contracepção. É uma proteção a mais contra uma gravidez indesejada em caso de acidentes.

As chances de engravidar fazendo sexo com camisinha também dependem do período no qual uma mulher se encontra no seu ciclo menstrual. Em geral, as mulheres estão no seu período fértil a partir do décimo quarto dia antes da menstruação. Esse período dura em torno de seis dias e é onde há maior chance de uma fecundação.

No caso de um preservativo estourar, a mulher tem 72 horas para tomar a pílula do dia seguinte se assim optar. Isso reduz bastante a chance de engravidar. Por último, além da ruptura existe a possibilidade de o preservativo ficar dentro da vagina.

Isso acontece por dois motivos: o tamanho da camisinha pode ser maior do que o necessário. Ou então porque após o ato sexual o homem manteve o pênis sem ereção dentro da vagina, permitindo que a camisinha deslizasse para dentro dela. Nesse caso, o indicado é procurar assistência médica para verificar onde está o preservativo ou se há risco de contrair alguma infecção ou outra doença.

Como usar o preservativo corretamente?

A maioria das embalagens de preservativos masculinos vêm com instruções que devem ser seguidas com atenção. O grande equívoco do homem é achar que, por utilizar preservativos a bastante tempo, pode pular a etapa de colocar com cuidado.

Apressar as coisas pode aumentar as chances de ruptura no preservativo, o que pode levar a uma gravidez indesejada. A seguir estão algumas instruções que podem ser úteis:

  • Corte a embalagem no local indicado, evite rasgá-lo com os dentes.
  • Retire o preservativo do pacote, evitando pegá-lo com as unhas.
  • Não assopre para desenrolá-lo, pois isso pode enfraquecer o preservativo.
  • Segure a ponta do preservativo para evitar a entrada de ar.
  • Desenrole o preservativo somente quando o pênis estiver ereto.
  • Desenrole o preservativo até atingir a base do pênis e assegure-se de sua firmeza.

Alguns homens experimentam o colapso do preservativo (perda de ereção) ao desenrolar a camisinha. Caso isso ocorra é importante trocar de preservativo. Se o colapso for frequente, é interessante pedir ajuda à parceira para ajudá-lo nesse momento.

No meio da relação sexual, se o preservativo deslizar e sair, o correto é descartá-lo. Logo após a ejaculação é importante segurar firmemente o preservativo no pênis antes de removê-lo da vagina. Deve-se tomar cuidado para que nenhum fluido seja derramado. Nunca reutilize um preservativo!

Dica importante: Muitas vezes a causa da ruptura do preservativo é a má lubrificação. Por isso, é muito importante verificar se está usando um bom lubrificante. Recomendamos o FamiGel, que além de ser a base d’água é um lubrificante confortável, com textura muito semelhante à lubrificação íntima feminina natural. Você encontra o FamiGel aqui.

Veja Também: Como é a Alergia a Preservativo

Fotos: sasint