Na gravidez a imunidade da mulher fica mais baixa. O corpo se adapta a nova condição para nutrir, fortalecer e abrigar o bebê, por isso são tão comuns algumas intercorrências como gripes, resfriados e até a candidíase, que acontecem com maior frequência na gestação. Aliás, não são incomuns relatos de mulheres que têm sua primeira crise de candidíase na gravidez.

Na flora vaginal existem várias bactérias, assim como em qualquer outra cavidade do corpo humano. A candidíase, ou monilíase, é caracterizada por uma proliferação de fungos comuns da flora vaginal, que multiplicam consideravelmente em número devido ao aumento da atividade de certos hormônios na fase gestacional. Saiba que a candida pode acometer grávidas com qualquer idade gestacional e não faz mal algum ao feto.

Sintomas da Candidíase

O aumento do fungo Candida albicans faz aparecer certos sintomas característicos da candidíase na gravidez ou fora dela. São eles:

Aumento da secreção vaginal: a secreção branca e em grande quantidade parece uma nata de leite. Pode confundir a mulher com muco hormonal, tão comum na gravidez.

Coceira: a candidíase na gravidez gera um desconforto muito grande na região íntima. A mulher tem uma sensação extrema e persistente de coceira dentro e fora da vagina.

Dor: a característica principal de que a situação da candidíase está avançada é a dor. Se a mulher sente muita dor sentada ou na relação sexual, mesmo sem a coceira ou o muco branco, deve procurar um ginecologista para avaliação.

Cheiro característico: a candidíase tem um cheiro específico dela, se você notar que a calcinha não está com o odor habitual então fique atenta. Normalmente, o cheiro da candidíase na gravidez é parecido com o de água sanitária.

Casquinhas e inchaço: quem tem crise de candidíase também tende a apresentar casquinhas na virilha. A pele na região resseca, fica grossa e inchada, tornando-se bem sensível ao toque. Na minha opinião, essa sensação é um dos piores sintomas de candidíase na gravidez.

Como Tratar a Candidíase na Gravidez?

A candidíase tem um tratamento até que simples e cabe ao ginecologista obstetra que acompanha a gestante dar as devidas orientações. Alguns medicamentos são bem eficientes, um em específico e bastante receitado é o Flogo Rosa. Essa medicação é apenas externa do tipo ducha vaginal e reduz os sintomas da candidíase na gravidez logo na primeira aplicação, devido ao seu efeito anestésico.

Os cremes ou pomadas vaginais também são muito recomendados, assim como os óvulos medicamentosos que são introduzidos na vagina e amenizam rapidamente os sintomas, por exemplo, a nistatina. Todos esses medicamentos ajudam a equilibrar novamente a flora vaginal e reduzem os desconfortos da candidíase na gravidez.

É extremamente contra indicada a auto medicação para qualquer doença ou desconforto na gravidez, cabe apenas ao médico indicar a melhor forma de tratamento para redução dos sintomas. Mas dicas são sempre bem vindas, especialmente para quem está passando por uma crise de candidíase na gravidez!

Como Amenizar os Sintomas

  • Durante o dia a gestante pode fazer banhos de assento com água mais fria. A água fria ajuda na redução dos sintomas, principalmente as coceiras.
  • Usar calcinhas mais folgadas e de algodão também faz uma diferença incrível!
  • É importante evitar o uso de absorventes ou protetores diários, pois abafam a região afetada pela candidíase e podem piorar ainda mais o problema.
  • Banhos quentes estão vetados. Fazer uma ducha fria na região vaginal antes de sair do chuveiro, no entanto, é uma boa ideia.

Nota da autora

Eu tive candidíase nas minhas três gravidez! Sofria horrores com as crises e, por incrível que pareça, elas só aconteceram mesmo quando eu estava grávida. Por volta da 15ª semana elas sempre apareciam e aquele desconforto ao andar, sentar e até de ficar de calça por muitas horas aparecia. Relações sexuais eram praticamente impossíveis durante as crises de candidíase! Eu sentia muita dor e ardência.

Tive exatamente três crises de candidíase e em todas usei apenas um medicamento tópico. Nenhum foi do tipo pomada, por coincidência, pois foram três médicos diferentes que prescreverem o tratamento. O que me ajudava muito no início do tratamento da candidíase na gravidez era fazer banhos mais frios, de assento ou não, já que parecia amenizar bastante a coceira. Em geral, o tratamento levava cerca de 10 dias, mas lá para o 5º dia eu já não sentia mais tanto desconforto.

Dica Importante: para quem está tentando engravidar, manter o PH vaginal equilibrado é muito importante. Doenças como candidíase e outras podem promover um desequilíbrio facilmente e para manutenção do PH e proteção recomendamos o uso de géis apropriados como o FamiGel, da Famivita, por exemplo.

Veja também: Dores na Gravidez – O Que é Normal?

Foto: Arwen Abenstern – KWP, Drogaria Araújo