Grávida não menstrua! Isso mesmo! E qualquer tipo de sangramento na gravidez pode e deve ser investigado. São vários os motivos que podem gerar sangramento durante a gravidez, por isso um bom diagnóstico é muito importante, sendo que, quanto antes se iniciar o tratamento da causa, melhor para a saúde da gestante e também do bebê.





Baixa Hormonal

Quando o embrião se fixa, o corpo humano passa a produzir bastante progesterona através do corpo lúteo, hormônio responsável pela manutenção de um endométrio grosso o suficiente para a evolução da gravidez. Porém, às vezes o corpo não consegue produzir a quantidade ideal para manter o endométrio durante o período inicial da gravidez. Assim, o endométrio pode começar a se desfazer e a mulher ter um princípio de aborto devido a essa deficiência hormonal, gerando o sangramento.

Esse tipo de sangramento é o mais comum entre as gestantes, porém são totalmente contornáveis em 80% dos casos com medicação apropriada como reposição de progesterona, com Ultrogestan ou similares e também com repouso total da gestante.

Coloração e Textura do Sangramento

O sangramento no início da gravidez pode parecer uma menstruação estranha, diferente e alguns aspectos devem ser levados em conta. A tonalidade do sangue, por exemplo, é importante e deve ser cautelosamente examinada pelo médico.

Normalmente, a falta de progesterona gera uma descamação de cor marrom, podendo em alguns casos apresentar cor vermelho claro, mas deve-se ficar em alerta quando o sangue está em tonalidade de vermelho vivo, semelhante realmente ao sangramento da menstruação. A presença de coágulos também é muito preocupante, pois significa que o endométrio não está sendo devidamente sustentado, o que é algo perigoso para o primeiro trimestre de gravidez.

Mas esse sangramento no início da gravidez dura quantos dias? Na verdade, não deve acontecer, por isso, ao detectar esse sangramento seu médico deve ser informado para analisar o que está acontecendo e contornar a situação.

Descolamento do Saco Gestacional

O descolamento do saco gestacional também é um fator capaz de gerar sangramento e pode acontecer por fatores hormonais como os citados acima, falta de hormônio para manutenção ou algum trauma ou batida. É bem comum ver em novelas e filmes uma mulher sentindo fortes dores e sangrar depois de um acidente ou susto muito forte porque isso pode causar descolamento de saco e levar ao aborto por trauma. O descolamento é diagnosticado sempre via ultrassom.

Sangramento Nas Primeiras Semanas

O sangramento na gravidez mais preocupante é o do inicio da gravidez, ou seja, antes da 12ª semana. Isso porque, o corpo pode “rejeitar” o bebê ou não conseguir sustentá-lo hormonalmente, motivos pelos quais os médicos pedem cautela à gestante ao longo do primeiro trimestre. Tanto para descolamento de saco como para deficiência hormonal, o tratamento é praticamente igual: normalmente se usa Ultrogestan e repouso e algumas vezes anti contrações e anti colinérgicos para o útero como Dactil ob.

Sangramento à Partir do Segundo Trimestre Gestacional

À partir do segundo trimestre, o sangramento durante a gravidez acaba sendo menos preocupante mas ainda sim é fundamental verificar a sua causa. Um médico ou a maternidade devem ser procurados diante de qualquer sinal de sangramento.

Placenta Prévia

Normalmente, sangramentos durante o terceiro trimestre são causados pela placenta prévia. A placenta prévia é nada mais que uma placenta que se fixou no lugar errado dentro do útero, ficando mais próxima à saída ou mesmo no colo do útero, provocando sangramentos devido ao seu posicionamento .

Isso se dá por conta de esforço da gestante ou simplesmente pelo peso da barriga. Normalmente, o sangramento durante a gravidez causado por placenta prévia não é grave mas deve ser visto pelo médico para evitar um problema maior e significante. Muito interessante a explicação nesse vídeo abaixo.

Descolamento Prematuro de Placenta

Já sangramentos no terceiro trimestre, entre a 29ª e 35ª semanas, podem ser por descolamento prematuro de placenta e normalmente são contornáveis, também com medicação. Porém, o médico deve ter total atenção pois há chances de um parto prematuro acontecer. Nesses casos, medicamentos à base de corticoide para amadurecimento do pulmão do bebê costumam ser prescritos para a gestante.

Quando de sangramentos, gestantes com DHEG (doença hipertensa exclusiva na gestação) devem se dirigir com rapidez à emergência da maternidade, pois pode significar algum problema maior como pré eclâmpsia e toda atenção é fundamental.

Sangramento Durante a Relação Sexual

Pode haver sangramento durante a relação sexual em qualquer estágio da gravidez e se acontecer é importante ir à emergência ou falar com o obstetra responsável para afastar maiores preocupações. Esses sangramentos podem ter origem na ruptura de algum vasinho na vagina ou devido ao encostar do pênis no colo do útero.

Placenta prévia também é um dos motivos de sangramento durante a relação. Aliás, é comum grávidas se queixarem de sangramentos durante ou após a relação sexual. O ideal é o casal ficar atento aos sinais ou mesmo evitar se relacionar até a liberação do médico para atividade sexual.

Sangramento no Trabalho de Parto

Já na reta final da gravidez, entre as 37ª e 40ª semana, o sangramento pode ser sinal de trabalho de parto, e é um grande indício de que se deve ir à maternidade ou ao consultório médico para uma avaliação do possível parto eminente.

De qualquer forma, o sangramento deve ser diagnosticado e tratado. Resumindo: se você é gestante e houve qualquer sinal de sangramento durante a gravidez procure por ajuda. É importante saber que grávida não menstrua e que qualquer sangramento deve ser investigado.

Dúvidas das Leitoras:

Como diferenciar sangramento de menstruação de um aborto?

Para diferenciar é realmente um pouco complicado, mas na dúvida não existe melhor saída do que procurar um médico ou fazer um teste de gravidez. Aí, a melhor coisa é fazer um teste com alta sensibilidade para detectar a gravidez precocemente. Para isso, indicamos os testes de gravidez da Famivita. Agora, se procurar por um pronto atendimento e confirmar a gravidez, será realizado um ultrassom para verificar o andamento da gestação e se há indício de aborto .

Corrimento borra de café na gravidez é perigoso?

Pode ser que sim e pode ser que não! O aconselhável é procurar seu GO para verificar as causas. Se o corrimento borra de café acontecer no primeiro trimestre pode significar perda de endométrio e colocar a gestação em risco de aborto, já que é nele que o embrião se fixa. Mas também pode significar baixa hormonal, sendo necessário tratar adequadamente.

Como acabar com o sangramento na gravidez?

Ao surgir qualquer sangramento durante a gravidez é necessário procurar por um pronto atendimento ou pelo seu obstetra, principalmente se acompanhado de outros sintomas como dores, cólicas e febre. Normalmente, os sangramentos cessam sozinhos e só são observados. Em casos isolados, o médico pode entrar com tratamento para a “causa” que está provocando. O melhor a se fazer sempre é procurar por atendimento o quanto antes.

Dica Importante: todas as gestações ficam mais seguras quando a mulher passa a usar Metilfolato, uma vitamina que é a forma ativa do ácido fólico. O Metilfolato está disponível na loja da Famivita.

Veja também: Corrimento Marrom na Gravidez – Sinal de Alerta!

Foto: cyril galline