Assim que descobrimos que estamos grávidas, é normal ficarmos mega curiosas e preocupadas com o tamanho e peso do feto durante a gestação, querendo constatar a cada consulta pré-natal e ultrassom se está tudo ok. Ver o crescimento do bebê semana a semana no ritmo certo e ver as medidas do perímetro cefálico é uma delicia. Agora, ter uma tabela de peso do feto que possa te ajudar a acompanhar esse desenvolvimento é melhor ainda.

Semana Tamanho Cabeça ao Bumbum Peso
8 1,6 cm 1 grama
9 2,3 cm 2 gramas
10 3,1 cm 4 gramas
11 4,1 cm 7 gramas
12 5,4 cm 14 gramas
13 7,4 cm 23 gramas
14 8,7 cm 43 gramas
15 10,1 cm 70 gramas
16 11,6 cm 100 gramas
17 13,0 cm 140 gramas
18 14,2 cm 190 gramas
19 15,3 cm 240 gramas
20 16,4 cm 300 gramas

Semana Tamanho Cabeça ao Pé Peso
21 26,7 cm 360 gramas
22 27,8 cm 430 gramas
23 28,9 cm 501 gramas
24 30,0 cm 600 gramas
25 34,6 cm 660 gramas
26 35,6 cm 760 gramas
27 36,6 cm 875 gramas
28 37,6 cm 1005 gramas
29 38,6 cm 1153 gramas
30 39,9 cm 1319 gramas
31 41,1 cm 1502 gramas
32 42,4 cm 1702 gramas
33 43,7 cm 1918 gramas
34 45,0 cm 2146 gramas
35 46,2 cm 2383 gramas
36 47,4 cm 2622 gramas
37 48,6 cm 2859 gramas
38 49,8 cm 3083 gramas
39 50,7 cm 3288 gramas
40 51,2 cm 3462 gramas
41 51,7 cm 3597 gramas
42 51,5 cm 3685 gramas
43 51,3 cm 3717 gramas

É importante lembrar que cada bebê se desenvolve conforme a saúde da mãe, e também depende de fatores genéticos como peso e altura dos pais. A compatibilidade desses fatores é fundamental na hora do ultrassom, para saber se o peso do feto na gravidez está de acordo e próximo ao esperado.





Os valores exibidos na tabela de peso do feto servem de parâmetro mas não devem ser levados completamente ao pé da letra. Cabe ao médico saber se o crescimento do bebê semana a semana está indo bem para o biotipo dos pais e para a idade gestacional.

IMPORTANTE: Mulheres com diabetes, obesidade, gravidez prolongada, idade materna avançada são fatores de risco para bebês maiores do que o considerado normal.

Se o seu bebê está maior do que as medidas médias da idade gestacional da tabela de peso do feto, é importante levar em conta os exames de glicose para descartar a possibilidade da diabetes gestacional. No caso contrário, com o bebê menor do que a média para  a idade gestacional, deve-se fazer um estudo para verificar se o fluxo da placenta para o feto está suprindo todas as necessidades do bebê.

Como Calcular o Tamanho do Feto

Segue o cálculo de peso do feto para ajudar as gravidinhas de plantão a monitorar o peso do bebê que vai nascer. Esse foi o cálculo que usei nas três gestações e pode ajudar a matar um pouco a curiosidade. Lembre-se que cada bebê é único e deve ser analisado individualmente. Não se assuste, portanto, se os valores não estiverem exatamente iguais às medidas do seu bebê. Vamos lá, para calcular o tamanho do bebê, deve-se multiplicar o tamanho do fêmur por 7.

Daí, saberá o tamanho aproximado do bebê. Se a medição deu 2,3cm, por exemplo, então será 2,3cm x 7 = 16,1cm, ou seja, seu bebê está com 16 centímetros. Na primeira fase, o tamanho do bebê pode ser medido da cabeça ao bumbum. Logo, ele irá crescer e o tamanho e peso do feto na gravidez apenas será medido por partes, sendo assim calculados por esse método da multiplicação.

Dúvidas das Leitoras:

Como Aumentar o Peso do Feto Durante a Gravidez?

Se durante os exames de ultrassom for constatado que o feto está abaixo do peso, o obstetra pode indicar a introdução de alguns alimentos que auxiliarão no aumento de peso, como os ricos em proteína. Outra opção são alguns suplementos vitamínicos. Porém, só use estes suplementos por recomendação e com supervisão médica.

Como Saber se o Peso do Feto Está Normal?

Somente um médico especializado em ultrassonografia pode averiguar e constatar através das medidas do feto e das imagens captadas durante o exame se o peso do feto está dentro do esperado para a idade gestacional. No laudo do exame deverão constar todas as informações para que o médico obstetra examine durante a consulta de pré-natal.

O que Influencia no Peso do Feto?

O peso do feto está diretamente ligado à alimentação da mãe e à saúde gestacional. Não é questão de comer por dois, e sim de investir em uma boa alimentação, seguindo um cardápio rico em vitaminas como ômega 3, acido fólico, vitaminas A e C e minerais como: ferro, cálcio, fósforo e zinco. Vale alertar que os polivitamínicos gestacionais devem ser utilizados desde a descoberta da gravidez, no início do pré natal, já que é praticamente impossível ingerir todas essas vitaminas vitaminas nas quantidades necessárias diárias apenas com a alimentação.

Esses polivitamínicos são completos, com ferro, ácido fólico e todas as outras vitaminas de extrema importância para o desenvolvimento fetal. As vitaminas contidas nos polivitamínicos são muito importantes, além de nutrir, elas podem evitar possíveis más formações do bebê. Como por exemplo o Metilfolato contido na FamiGesta. Por fim, problemas com a placenta também podem influenciar no peso do feto e devem ser averiguado com cautela.

Veja Também: Perímetro Cefálico: Tabela de Tamanho da Cabeça do Bebê na Gravidez

Foto: lunar caustic