O período da gravidez é uma fase mágica pois vemos o milagre da vida acontecendo diante dos nossos olhos. Mas nem sempre tudo ocorre conforme o esperado e, infelizmente, abortos acontecem. É muito complicado lidar com um aborto, ainda mais quando ocorre com casais que há tempos vem esperando o sonhado positivo. O mundo parece que desaba!! Mas afinal, como acontece o processo de implantação do embrião e por que ocorrem falhas? Existe um jeito de evitá-las?

A implantação do embrião, conhecida na medicina como nidação, ocorre quando ele se fixa na parede uterina. Todo o processo de deslocamento das trompas até a fixação no útero pode levar, em média, de 4 a 15 dias e algumas mulheres sangram quando ocorre a implantação. Esse sangramento costuma ser confundido com a menstruação, mas está relacionado ao rompimento de vasinho na região.

O que Acontece Após a Implantação do Embrião?

Após a implantação o processo de desenvolvimento das estruturas embrionárias tem início. Placenta, saco amniótico e cordão umbilical são formados e, somente após a 5º semana gestacional , estrógeno e progesterona são sintetizados com intuito de manter o endométrio e acabar com a produção de HCG.

Como Auxiliar a Fixação do Embrião

Muitas mulheres que abortam devem se perguntar se existe alguma forma de auxiliar na implantação do embrião. E a resposta é sim, existe. Porém, é preciso que vários fatores ocorram em conjunto para que tudo saia conforme o esperado.

A união de bons óvulos com bons espermatozoides , por exemplo, resulta em bons embriões e, quanto mais jovens e saudáveis essas células forem, mais rápido ocorrerá à fecundação.  Mas isso não está relacionado apenas à idade do homem ou da mulher, mas também aos seus hábitos diários, que influenciam diretamente na saúde dos gametas.

Pessoas que fumam, que ingerem bebidas alcoólicas em excesso ou que consomem grande quantidade de cafeína, por exemplo, podem ter a produção de óvulos e espermatozoides afetada. Por isso, adquirir bons hábitos, evitando essas substâncias e mantendo uma alimentação saudável e balanceada, é o início ideal para casais tentantes.

A complementação com vitaminas também é muito indicada, de forma a auxiliar no fortalecimento dos óvulos. As vitaminas C, D, A, B6 e B1, além do Metilfolato (forma ativa do ácido fólico), são essenciais para todas mulheres tentantes. Já para os homens, as mais indicadas são C , D, E e Metilfolato, além do zinco. Estudos apontam também que certos alimentos como o abacaxi, a gelatina, a água de coco e a folha de framboesa vermelha, ajudam na própria fixação do embrião, evitando abortos.

Visando essa necessidade de complementação com vitaminas e minerais essenciais aos casais tentantes, a empresa Famivita desenvolveu polivitamínicos específicos para a pré concepção. Você encontra esses e outros produtos aqui.

Sintomas de Implantação do Embrião

E quando o casal está a todo vapor nas tentativas, como saber se deu certo? Existem sintomas de fecundação e implantação? E a resposta também é sim! Claro que não é uma regra e nem todas mulheres sentem da mesma forma e no mesmo período. Algumas podem demorar bastante para sentir algo ou simplesmente nem sentir nada, afinal cada corpo e organismo reage à sua maneira.

O sintoma mais comum, no entanto, é o sangramento de nidação. Normalmente, esse sangramento de nidação vem em pequena quantidade, como uma borra de café e em coloração amarelada. Sua espessura é também mais rala do que o sangue menstrual.

Costuma ocorrer entre o 10º e 14º dia da fecundação e tem duração de 2 a 3 dias, por isso, pode acabar confundindo com um ciclo menstrual que se adiantou ou está desregulado. Outro sintoma comum quando da implantação do embrião é a cólica.

Pelo fato do embrião estar penetrando cada vez mais fundo no endométrio é normal a mulher sentir desconfortos e leves cólicas durante o processo. Porém, como qualquer sintoma não é uma regra e nem todas as mulheres podem vir a sentir. Vale destacar que tonturas e vertigens, especialmente matinais, também são possíveis devido à dilatação dos vasos sanguíneos, resultando em queda da pressão arterial.

IMPORTANTE: muitas mulheres, levadas pela ansiedade do positivo, acabam fazendo o teste de gravidez cedo demais e se deparam com um falso negativo. Esperar o momento certo é fundamental.

Já a temperatura basal é o sintoma mais monitorado pelas tentantes. Todas sabem que após a ovulação a temperatura do corpo tende a se elevar e só volta à normalidade quando ocorre a menstruação. Porém, quando ocorre a fecundação a temperatura basal sofre variações de 1 grau, tanto acima como para baixo da normalidade. Isso ocorre porque o próprio corpo trabalha na regulagem de temperatura em prol da implantação do embrião.

Como cada mulher tem um funcionamento diferente da outra, é possível sentir apenas alguns dos sintomas ou simplesmente nenhum. Confundir com a menstruação é também algo bastante normal, afinal os sintomas da TPM são bem parecidos.

Como Saber se Ocorreu a Implantação

A melhor forma de ter certeza que deu certo e você está grávida é realizando um teste de HCG após, pelo menos, 15 dias da ovulação. Caso o resultado dê negativo, você pode repetir alguns dias depois para confirmação. É sempre bom alertar que a realização do exame precocemente pode resultar em negativo mesmo a mulher estando grávida, portanto, segure a ansiedade e espere o tempo adequado.

Veja também: Sintomas de Nidação – Quando Ocorre a Implantação afinal?

Foto: PROWellcome Images, Renée D´Avila