Ter um corpo saudável e bem disposto é imprescindível em qualquer período da nossa vida, mas nem sempre conseguimos obter todos os nutrientes necessários para isso. Imagine, então, o tamanho do “problema” quando estamos gerando um ser, “dividindo” o nosso corpo com o de alguém em formação. Pensando nisso, a gente faz de tudo para ter uma gravidez saudável. Felizmente, hoje há no mercado muitas alternativas que podem ajudar e hoje conheceremos quatro delas: FamiGesta, Gestamax Plus, Regenesis Premium e Materna.

Qual a diferença entre os suplementos vitamínicos?

Há muitos questionamentos envolvendo os produtos. Basicamente, há variações na composição da fórmula do FamiGesta, do Gestamax Plus, do Regenesis Premium e do Materna, mas os quatro servem ao mesmo objetivo: fornecer nutrição adequada para a grávida e o bebê.

FamiGesta, Gestamax Plus, Regenesis Premium e Materna, agem auxiliando o desenvolvimento do feto e evitando o risco de parto prematuro, sendo todos bons, igualmente, para a saúde neural do bebê, entre outras vantagens que podemos apontar.

Porém, ao observarmos a apresentação dos quatro produtos, notamos algumas diferenças. A primeira se refere aos componentes, pois no caso do Gestamax Plus e do Regenesis, os principais ingredientes estão relacionados ao ômega 3 e à vitamina A; já na fórmula do FamiGesta e do Materna, as vitaminas predominantes estão focadas no ácido fólico, vitamina D e vitamina B12.

Ainda em relação a isso, algo que precisa ser mencionado é que, entre esses quatro produtos, apenas o FamiGesta possui a dosagem diária recomendada de ácido fólico, que é de 600 mcg. É digno de nota que o ácido fólico presente no FamiGesta está em sua forma ativa, ou seja, como metilfolato, sendo absorvido mais rápido e em sua totalidade pelo organismo. E, por comparação, veremos que o Gestamax Plus, o Regenesis Premium e o Materna oferecem, em média, um pouco mais do que a metade dessa porção recomendada de ácido fólico (355 mcg – 360 mcg), mas, logo adiante, falaremos sobre as vitaminas de um jeito mais detalhado.

Uma questão importante e que, como tal, deve ser considerada, é que quem adquire o FamiGesta ganha um acompanhamento com uma enfermeira obstetra. A gente sabe que a gravidez é um momento cercado por dúvidas de todos os tipos, então ter esse suporte é um diferencial.

Outro elemento essencial que atravessa os quatro produtos diz respeito ao preço, pois o FamiGesta acaba sendo bem mais acessível que os demais. Você pode encontrar informações sobre o FamiGesta e adquiri-lo em nossa loja virtual.
E, para não restar nenhuma dúvida, comparamos direitinho o FamiGesta, o Gestamax Plus, o Regenesis Premium e o Materna, e te mostramos abaixo:

FamiGesta Gestamax Plus Materna Regenesis Premium
Forma Comprimidos de 630 mg Cápsulas moles de 950 mg Comprimidos de 1,49g Cápsulas de 836 mg
Garantia 30 dias ou o dinheiro de volta Não informado Não informado Não informado
Acompanhamento com enfermeira obstetra Gratuito Não informado Não informado Não informado
Preço médio R$39,90 R$69,50 R$58,95 R$115

Quer entender um pouquinho mais sobre o papel desses suplementos próprios para gestantes e como eles representam uma garantia a mais para a saúde da mãe e do bebê? Basta seguir os próximos tópicos!

Por que as vitaminas são indispensáveis durante a gravidez?

A gestação normal está associada a vários ajustes que acontecem tanto de maneira fisiológica como na estrutura do corpo, trazendo mudanças ao organismo materno. O útero, por exemplo, se expande e sofre outras modificações como dilatação e ampliação dos vasos sanguíneos. A placenta, como aumenta progressivamente, também tem um fluxo sanguíneo incrementado com a evolução da gestação.

Ressaltamos, além disso, que durante a gravidez é preciso um maior aporte de energia do organismo feminino para satisfazer as necessidades da mãe e do feto. Se isso não acontecer, pode ocorrer um estado de competição biológica, levando os dois a disputarem pelos mesmos nutrientes, o que compromete o bem-estar de ambos.

Vitaminas favorecem o pleno progresso do feto e o bem-estar fisiológico da mãe, beneficiando a gravidez até a hora do parto

Enfim, quando se trata de uma vida florescendo dentro de nós, são muitas as alterações dentro do corpo. Nesse contexto, os suplementos vitamínicos para gestantes terão o amplo objetivo de evitar que doenças se desenvolvam e estimular o crescimento saudável do bebê, influenciando positivamente o desenrolar da gestação, o futuro nutricional do feto e da própria mãe.

Micronutrientes e macronutrientes

Como a gravidez provoca grandes mudanças fisiológicas e metabólicas na mãe, as concentrações ótimas de macronutrientes e micronutrientes podem passar por modificações. Conhece a diferença entre os dois?

  • Os primeiros são os responsáveis por nos dar energia e podem ser encontrados nos carboidratos, lipídios (gorduras) e proteínas.
  • Já os micronutrientes são compostos pelas vitaminas e minerais e têm como intuito facilitar as reações químicas que ocorrem no nosso corpo. Para ter acesso a eles, é preciso uma dieta bem variada, eles estão em diversos tipos de alimentos: legumes, verduras, frutas, peixes, carnes vermelhas, ovos, leites e derivados.

Ambos estão totalmente ligados a funções primordiais em uma gestação, como multiplicação celular, equilíbrio hídrico, formação dos ossos e fortalecimento das defesas do organismo.

A correria do dia a dia envolve tantas preocupações, que nem sempre conseguimos ingerir o que é preciso para nós mesmas e para a vida crescendo em nós

Dentre os vários micronutrientes de grande importância durante a gestação, algumas vitaminas e minerais se destacam, tendo em vista que a sua deficiência está relacionada a enfermidades na mãe e no bebê.

Estudos apontam que a ingestão precária de alguns micronutrientes pode resultar, para a mãe, em anemia, maior risco de infecções e hipertensão, por exemplo. Já no bebê, o desfecho pode ser um parto prematuro, desencadeamento de alergias, baixo peso ao nascer, malformação do tubo neural e cardíaco, entre outros.

Na fase gestacional, alguns micronutrientes são exigidos em maior quantidade do que outros. Confira no tópico a seguir, quais são os minerais e vitaminas que não podem estar de fora da dieta durante a gravidez.

Micronutrientes que não podem faltar durante a gestação

A cada trimestre em que a gestação avança, crescem algumas necessidades nutricionais sendo preciso, na maioria das vezes, suplementar para fornecer os níveis adequados de vitaminas e minerais para a mãe e feto.

A carência de ferro, por exemplo, pode levar à anemia, que aumenta o risco de parto prematuro e morte perinatal. Podendo haver também sequelas para toda a vida do bebê, diminuindo a capacidade cognitiva, de aprendizagem e concentração.

Outro componente essencial é o ácido fólico. Uma vez que ajuda na multiplicação celular, o folato interfere no aumento dos glóbulos vermelhos (células circulares responsáveis pelo transporte de oxigênio pelo nosso corpo), no alargamento do útero e no crescimento da placenta e do feto.

Estudos científicos apontam as dosagens recomendadas de nutrientes nesse período tão importante na vida da mulher, mas na hora de adquirir um produto semelhante nem todo mundo presta atenção nisso, não é mesmo? Então nós te mostramos aqui essa comparação das indicações ideais, quanto aos principais nutrientes, presentes nas formulações dos quatro suplementos.

FamiGesta Gestamax Plus Materna Regenesis Recomendado
Vitamina A 800 mcg 800 mcg 800 mcg 801,20 mcg 770 mcg
Vitamina C 70 mg 55 mg 55 mg 60 mg 85 mg
Vitamina D 15 mcg 50 mcg 5 mcg 50 mcg 5 mcg
Vitamina E 10 mg 10 mg 10 mg 10 mg 15 mg
Ômega 3 X 100mg Ác. Eicosapentaenoico (EPA – ácido graxo de cadeia longa)
500mg Ác. Docosahexaenoico (DHA – ácido graxo de cadeia longa)
X 100mg Ác. Eicosapentaenoico (EPA – ácido graxo de cadeia longa)
500mg Ác. Docosahexaenoico (DHA – ácido graxo de cadeia longa)
200 mg
Ácido Fólico 600 mcg 355 mcg 355 mcg 360 mcg 600 mcg
Ferro 27 mg 27 mg 27 mg 30 mg 27 mg
Zinco 11 mcg 11 mcg 11 mcg 11 mcg 11 mcg
Vitamina B12 6 mg 2,6 mcg 2,6 mcg 2,6 mcg 2,6 mcg

Como mencionamos, o Gestamax e o Regenesis são produtos que apostam no composto do ômega 3, não presente no FamiGesta e nem no Materna. A suplementação de ômega 3 é importante principalmente para auxiliar as formações neurais e a visão do bebê.

É sabido, igualmente, que esse composto integra o leite materno, sendo essencial para o desenvolvimento da criança no pós-natal. Logo, a ingestão dele também se torna fundamental para auxiliar a mãe na sua própria suplementação do leite materno.

Concluindo, podemos dizer que o FamiGesta possui as vitaminas necessárias a essa fase tão bonita, mas ao mesmo tempo bastante delicada na vida das gestantes. Importante ressaltar que não apenas ele, mas os outros produtos aqui mencionados cumprem o objetivo de suprir a necessidade desses nutrientes, trazendo saúde materna e permitindo a adequada evolução do feto.

Todavia, o FamiGesta apresenta uma fórmula equilibrada e satisfatória em relação às substâncias e quantidades indicadas, trazendo, ainda, a dosagem total recomendada diária de ácido fólico, e o melhor custo-benefício em relação ao Gestamax, ao Materna e ao Regenesis. Portanto, se você precisa do auxílio dele, pode encontrá-lo facilmente aqui.

SOBRE A MARCA: A Famivita reinventa e abre caminhos para chegar à gravidez sem necessidade de recorrer a tratamentos complexos e caros. Todos os produtos são desenvolvidos em conjunto com especialistas em fertilidade, médicos e as próprias mães, tendo o devido reconhecimento perante a Anvisa. Você pode encontrar todos os produtos Famivita aqui e pode verificar histórias reais e de sucesso de mulheres que conseguiram engravidar usando os nossos produtos aqui.

SOBRE A AUTORA – PATRICIA AMORIM: Mãe de Joana, de Eduardo e de Melissa com um total de 7 anos de experiência em tentativas para engravidar. Ela é a idealizadora da marca Famivita e do Trocando Fraldas, um dos maiores portais de maternidade do Brasil, que hoje se chama Famivita Conteúdos e conta com mais de 3 milhões usuárias mensais. Seu canal do YouTube possui mais de 250 mil inscritas.